Cansancio

Mãe = Cansaço (com Muito Amor)

Isto de ser mamã, não é nada fácil. E é que todos os factores externos quando juntos com os internos, podem jogar-te um má partida. E se lhe juntamos o cansaço gerado… “apaga e Vamos-nos”.

Quando te tornas mamã e, por consequência, responsável de um pequenito, é qualquer coisa assim como se assinasses um contracto de trabalho com duração de 24 horas ao dia, os 7 dias da semana, pelos próximos 18 anos. Ah, bom, pode ser que por uns 25 ou 26 anos. “Granda Trabalho”, não? Sem dúvida, o trabalho mais difícil do mundo. E não peças folgas porque não há. Cansaço ao máximo? Pois, sim. 

 

Dias fáceis, Dias difíceis

Sim, tranquila =) Há dias fáceis jeje Mas sim, é certo, também há dias de “terror” nos quais não sabes o que fazer, em que tens que enfrentar-te a birras, cólicos, poucas horas de sono e se acumula o cansaço, uma má alimentação, a pessoas que em vez de ajudar-te fazem exactamente o contrário, a prantos, as responsabilidades da casa e muitas vezes, também um trabalho fora de casa (já seja um part time ou completa).

Esta situação afecta, sem dúvida alguma, o teu corpo e a tua saúde tanto física como emocionalmente. Assim como te sentes esgotada com as coisas simples, también te chateias com facilidade por coisas que parecerião não ter a maior importância… Soa-te familiar?

 

Cansaço… Esgotadas

Sim, estarás cansada. Esgotada. Porque não paraste desde que nasceram os teus filhotes. A maternidade consumiu as tuas forças e energias. Já não és nem sombra do que eras. Talvez já nem te penteies com a mesma frequência, ou já não uses saltos, disseste adeus à maquilhagem. Vestes o primeiro que encontras e até terás uma pequena grande luta com essa barriguita que ficou do post – parto. E sabes quê? Não há nenhum problema se Gritas aos quatro ventos ESTOU CANSADA!!! Não há problema… parece que nos tempos que vivemos deves ter um extra de valentia para admitir que isto da maternidade não é nada fácil e esgota. É como que se dizes o contrário és uma fraca. Desculpa???

Pois Não!!! Não é assim. Desabafa. Que o cansaço é tão natural e normal em ti como em qualquer outra mulher ou homem.

 

Cansaço

 

Gratificante vs. Angustia

Ser mamã sim que é o mais gratificante e lindo que viveste alguma vez. Mas também te trouxe momentos de angustia, dôr e até desesperação.

Sim, são sentimentos que só experimentamos as mães e vamos guardando-los numa caixinha para que não nos afectem e assim seguir com a nossa rotina. NÃO…MAL! Há que falar disso, há que desabafar. Não tens que viver como se não se passasse nada. Não há mal nenhum em dizê-lo alto e claro para que te entendam. Para que saibam que custa-te, que necessitas apoio e compreensão. Que estar sempre, doente ou saudável, com sol ou com chuva, custa. Cansa. Stressa. 

 

Tranquila

É que já não se trata de ocupar-te somente do teu bem-estar pessoal, mas sim do dos teus filhos, da administração do teu lar e das tuas obrigações laborais. Uf. Mas tranquila, não estás sozinha. Ainda passando pelas melhores circunstâncias, todas as mães, todos os dias, enfrentam mudanças e problemas, já sejam menores ou maiores que os teus. Eu enfrento-os. E esgoto-me cada dia. Ou é que conheces alguma mãe a quem lhe sobre ajuda ou tempo?

Bem me parecía que não =) Eu, particularmente, necessito que os dias durem umas 72 horas mínimo, por favor… Onde assino?

 

Stress 

Sim. Tudo isto gera, e muito, stress. E quando tratamos de falar de como gerir o stress, a verdad é que a vida de mamá é todo um malabarismo. Basta com ver um par de coisinhas que te comentei antes. E já nem te digo todas. 

Mas cuidado, é como um malabarismo no qual ninguém te treinou. E quando tentas manter as inumeráveis tarefas “no ar” (que sim, que ta falo de malabarismo, como malabarismo de verdade hahaha), até parece que te aceleram a música. E então começa esse desgraçado do stress a fazer-se grande, e então faz-se enorme dentro de ti.

Fala… ou melhor, Grita

Sim, para ver se te escutam. A ver se se dão conta do teu cansaço. A ver se te ajudam. Mas não te calhes. Ninguém pode adivinhar que estás cansada. Ninguém pode sequer meter-se na tua pele. Não culpes o teu marido, nem sequer a tua mãe ou a tua sogra por não ajudar-te como queres. Não o faças, tenta respirar e meditar em que elas não viveram a maternidade como tu. Em que o teu marido nem sequer nunca, jamais poderá sequer imaginar pelo que estás a passar, com vives a situação ou como a sentes.

Por isso, fala. Explica, comenta e partilha como te sentes. Como achas que te podem ajudar. Essas tuas duas ou três amigas de confiança, conta-lhes. Ainda que não sejam mães (ainda), se são tuas amigas, vão ouvir-te e estarão para ajudar-te, para dar-te uma mão. Confia nelas. E confia em ti mesma.

 

Partilho contigo algumas coisas que me ajudaram e continuam a ajudar

 

Corpos saudáveis, Mentes saudáveis

O stress, de tanto cansaço acumulado, pode ser algo perigoso. Tenta alimentar-te de uma forma saudável. Tenta practicar exercício fisíco a diario (ainda que pouco). Dentro de pouco tempo vou começar a partilhar contigo os exercícios que começei a fazer em casa com os meus filhos. (Lembra-te, sou mamã de dois Indios e trabalho em casa…sei do que falo). Expressa as tuas emoções de maneiras constructivas. Escreve o teu próprio diário, ajuda a desabafar.

Relaxação e Recreação

Respira profundamente desde o teu ventre. Aprende a tensar e relaxar os teus músculos (no youtube há vários videos que te ajudam com isto). Tenta visualizar imágens mentais positivas. Medita o ora (reza) regularmente. Toma banhos quentes. Baila, ouve e toca música =) Admira ou cria arte. Escolhe sábiamente o que lês nos livros e na Internet. Vê programas e filmes relaxantes ou inspiradores. Acredita em mim, ainda que (como eu) adormeças assim que apareça o titulo do filme hahahah.

 

Cansaço

 

Perspectiva e Ponto de vista

Vive “um día de cada vez”, ou seja, enfoca-te no presente. Aceita o que não podes mudar. Distingue entre o que necessitas e o que desejas. Perdoa-te e tem paciência. Motiva-te e felicita-te pelas tuas realizações. Quando erres, aprende para a próxima fazer melhor. Procura o gracioso ou absurdo das coisas, sim, essas coisas das quais vais-te rir muito depois =) Tenta sorrir frequentemente, inclusive quando te custe fazê-lo. Conta as tuas bençãos, verás como pesam mais que as coisas “menos boas”. Espera, sempre, o melhor. De tudo.

Apoio e Ajuda

Rodeia-te de pessoas de influência calmante, isto é primordial. Desabafa com pessoas de confiaça, mas de verdade, desabafa. Cria tu rede de apoio entre familiares e amizades. Apoia-te noutras mães, outras familias que te possam apoiar e ensinar. Segue blogs que te inspirem e ajudem. Não tenhas medo ou vergonha de consultar com profissionais sempre que necessites. Procura apoio nas classes maternais, ou de infância natural, e/ou igrejas da tua comunidade (as igrejas evangélicas/Baptistas  normalmente têm muitos apoios e formações para mães).

Também te lembro que tens este video no canal de youtube que te poderá ser de grande ajuda <3 (está em espanhol, prometo fazê-lo em português =) )

 

 

E claro, não te esqueças de partilhar este artigo com todas as tuas amizades, familiares e conhecidos, em todos os ambientes e redes em que te movas. Assim conseguirás (juntamente comigo) consciencializar o máximo de pessoas que se movem no ambiente de uma mamã, ou de uma futura mamã.

Conta-me, como afrontas tu o cansaço? Deixa-me saber, comenta em baixo! Partilha com as outras mamãs que passam pela mesma situação.

 

 

Talvez quieras ler também 

Guia Breve – Vómitos na Gravidez

Guia de Gravivez – Recomendações Gerais

10 Regras para Boa Dieta na Gravidez

Desafio da Generosidade

 

Lembra-te também de visitar-me nas redes sociaies. Vem dai e dá uma vista de olhos =)

Facebook

Instagram

Twitter

Pinterest

YouTube

Google +.

 

Um beijão no Coração <3

1 Comment

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: